terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Olhares, sonhos e possibilidades marcam encerramento da oficina desenvolvida com o 5ª ano da E. M. Professor Adhalmir Santos Maia

Depois de quase um ano de encontros e trabalhos, hoje (05) a equipe do programa Sentidos Urbanos - Patrimônio e Cidadania se despediu do 5ª ano da Escola Municipal Professor Adhalmir Santos Maia.

A turma abriu os trabalhos da oficina Olhares (Im)possíveis, em maio deste ano, e foi fundamental para a consolidação desta ação dentro das atividades desenvolvidas pela Casa do Patrimônio de Ouro Preto.

A ação é uma proposta da pesquisa de mestrado desenvolvida pelo jornalista, Arthur Medrado. O desenvolvimento da metodologia Olhares (Im)possíveis com a turma se deu em função também da pesquisa realizada no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto.

Dos resultados obtidos veio mais do que o esperado: a parceria deu tão certo que a própria turma contribuiu para a realização de uma segunda fase da metodologia. Juntamente ao 5ª ano da “Escola do Pocinho” surge a Olhares (Im)possíveis #2 Sonhos.

Hoje, além da colagem dos lambe-lambes dos sonhos também exibimos o Dicionário Afetivo #1 - que definiu junto com os estudantes palavras como: sonho, vídeo, patrimônio, escola, bairro, família, amigos, amor e o impossível.

Dessa parceria que hoje nos despedimos ficam: os brilhos nos olhos, os sonhos nos muros e as possibilidades de mais e mais encontros.

Esses encontros reforçam nosso compromisso de cada dia mais entender e atuar com a educação patrimonial como uma questão urgente e necessária. Nos faz pensar e repensar a necessidade de escutar as crianças. E nos dá certeza que aprendemos todos, juntos.

Você acompanhou aqui no blog o processo de confecção dos lambe-lambes e o resultado você confere nas fotos, no vídeo e/ou na parede da escola.  

Confira o Vídeo:




Galeria de Fotos:















Nenhum comentário:

Postar um comentário