segunda-feira, 17 de julho de 2017

Seminário sobre Patrimônio Imaterial - Efeitos e Desdobramentos acontece esta semana em Ouro Preto


O Iphan, através da curadoria de patrimônio do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana - Fórum das Artes 2017, realiza o seminário: “Patrimônio Imaterial- Efeitos e desdobramentos do Reconhecimento”.  As palestras iniciam-se na manhã da próxima quinta-feira, dia 20 de julho, com o tema: “O desenvolvimento de uma nova política patrimonial”, e conta com a participação das pesquisadoras, que são referências na construção da política pública de patrimônio imaterial brasileira, Maria Cecília Londres e Claudia Marcia Ferreira. No mesmo dia, no período vespertino, o tema do seminário será: “Medidas de salvaguarda voltadas aos bens Registrados”, com a participação das pesquisadoras Natália Guerra Brayner e Morena Roberto Levy.  

No dia 21 de julho, sexta-feira, continuarão as atividades do Seminário. No período matutino, o tema em debate será: “Patrimônio Cultural Imaterial, identidades e diversidade cultural”, que contará com a participação dos pesquisadores Marcelo Renán, que discutirá o samba de roda e o frevo como patrimônios da Humanidade; e Paula Andreá Caluff Rodrigues, que falará sobre o Cemitério Nossa Senhora da Soledade, em Belém, no Pará. Já no período vespertino o tema será: “Patrimônio imaterial e relações de mercado”, com a presença das pesquisadoras Ana Claudia Lima e Alves, que abordará a salvaguarda do queijo como patrimônio; e Mônica Luciana Silvestrin, que falará sobre o reconhecimento do Patrimônio Imaterial, e suas relações com o mercado e política.
O seminário integra os eventos comemorativos dos 80 anos do IPHAN. Não perca!

Faça sua inscrição pelo e-mail: sentidosurbanosop@gmail.com
O evento acontecerá no Centro de Artes e Convenções da UFOP, que fica na rua Diogo Vasconcelos n° 328 Pilar, Ouro Preto – MG, de 8h 30 as 17h 30.


quinta-feira, 13 de julho de 2017

Encerramento da Oficina Olhares (Im)possíveis na E. M. Adhalmir Maia

 A oficina Olhares (Im)possíveis encerrou suas atividades, na Escola Municipal Adhalmir Maia, numa quinta-feira, dia 6 de julho. No último dia da oficina, os alunos tiveram algumas surpresas: realizamos diversos jogos e contamos com a participação da TV UFOP, que realizou uma matéria sobre a oficina neste dia. Os estudantes além de dar entrevistas, também foram os próprios entrevistadores: um momento de alegria e descontração para eles!

Vamos relembrar como foi a nossa oficina na escola?

A primeira atividade que realizamos com os alunos da turma do 5° ano foi o nosso tradicional Roteiro Sensorial. Numa manhã de segunda-feira, dia 8 de maio, os alunos puderam conhecer o centro histórico da cidade de Ouro Preto com os outros sentidos. O itinerário escolhido foi o Praça Tiradentes até Antônio Dias. Depois deste primeiro encontro na praça, foi a vez de começar a oficina Olhares (Im)possíveis no ambiente escolar. A primeira abordagem aconteceu no dia 11 de maio, no período da manhã, onde os alunos puderam entrar em contato com a equipe, além de realizar seus mapas afetivos. O segundo encontro aconteceu no dia 18 de maio, já no período da tarde. Neste dia os estudantes conheceram um pouco da história da fotografia, e saíram para captar as imagens dos cartões-postais nos arredores do bairro e na escola.






Nos dias 25 de maio e primeiro de junho, os alunos tiveram contato a linguagem audiovisual, através da conceituação histórica dos irmãos Lumiére e o surgimento da filmagem. Os estudantes também fizeram seus minutos Lumiére, escolhendo dentro do bairro quais seriam o foco de seus takes; além da filmagem dos minutos, os alunos deram o primeiro passo para a construção do filmes-carta. Nos dias 8 e 22 de junho, os estudantes seguiram com as filmagens dos filmes-carta, que terminaram de ser editados somente no dia 29 de junho. Foram realizados dois filmes-carta: Os três trapalhões, de Hugo, Ramon e Wilson; e Caminhando com Categoria, de Vanessa, Alan e Cauã. Confira!

Caminhando com Categoria


Os três trapalhões



Quando realizamos o Roteiro Sensorial, os estudantes demonstraram interesse em conhecer o Museu da Inconfidência. Prometemos que iriamos leva-los e cumprimos. Na manhã de terça-feira, dia 11 de julho, os alunos puderam conhecer o local; além de visitarem também a Casa da Baronesa, onde puderam assistir seus filmes, receberem seus cartões-postais e lanchar. A equipe Sentidos Urbanos agradece aos estudantes e a todos os funcionários da Escola Adhalmir Maia, com o desejo de nos reencontramos no próximo semestre!!!


Encerramento da Oficina Olhares (Im)possíveis na E. M. Juventina Drummond

A oficina Olhares (Im)possíveis encerrou suas atividades, na Escola Municipal Juventina Drummond, numa segunda-feira, dia três de julho. Vamos relembrar o que aconteceu na escola! As ações com os alunos das turmas 21, 22 e 23 do 7° ano, começaram no dia 16 de maio. No nosso primeiro encontro, que aconteceu no período da manhã, os alunos puderam conhecer um pouco da história da fotografia; além de ter contato com câmeras analógicas. Além disso, os estudantes fizeram seus mapas afetivos, algo que iria reverberar no encontro seguinte, dia 23 de maio, quando eles saíram para fotografar seus cartões-postais.  Logo após o registro dos cartões-postais, os alunos foram convidados para continuar participando da oficina, que passaria a ocorrer no período vespertino.





No da 29 de maio, no período da tarde, os alunos prosseguiram com as atividades propostas pela oficina. Desta vez foi introduzida a linguagem audiovisual. Os estudantes entraram em contato com a história dos Irmãos Lumiére, e consequentemente o surgimento da filmagem. Logo após, os jovens escolheram os locais, dentro do bairro Santana, para fazerem seus takes. Nos dias 19 e 26 de junho, os alunos seguiram em contato com a linguagem audiovisual, agora através do filme-carta, uma espécie de curta-metragem destinado a alguém pré-estabelecido pelos próprios estudantes. Foram realizados dois filmes: Sentimentos e Animais do Santana. Confira!

Filme-carta: Animais do Santana



Filme-Carta: Sentimentos


A equipe do Programa Sentidos Urbanos: Patrimônio e Cidadania retornou à Escola Municipal Juventina Drummond, na manhã do dia 12 de julho, para entregar os cartões-postais impressos e exibir os filmes-cartas dos alunos. A equipe agradece a participação dos estudantes; a professora Olga Pena, e todos os funcionários da escola! Até breve!!!




quinta-feira, 6 de julho de 2017

Oficinas da Curadoria de Patrimônio - Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana - Fórum das artes 2017

Pensem em duas oficinas planejadas com todo carinho. 

Essas serão realizadas pelos nossos mediadores (Programa Sentidos urbanos: patrimônio e cidadania).
Inscrições pelo site do Festival ou pelo email sentidosurbanosop@gmail.com 




Mesa Redonda - Educação e Patrimônio - Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana - Fórum das Artes 2017

Bora lá? 

Vamos conversar um pouco sobre Educação Patrimonial?
Essa é mais uma atividade do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana - Fórum das Artes 2017, que conta com a participação do IPHAN.

Nos ajudem a divulgar!!!

Seminário "PATRIMÔNIO IMATERIAL - EFEITOS E DESDOBRAMENTOS DO RECONHECIMENTO"

Venham participar!!! Nos ajudem a divulgar!!!
Inscrições pelo site do Festival ou através email do Programa Sentidos Urbanos: sentidosurbanosop@gmail.com .
 Favor colocar o nome, email e tel e o nome do seminário. 

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Encerramento da oficina Olhares (Im)Possíveis em Mariana

A Escola Estadual Cônego Mauro de Faria, localizada em Bandeirantes, distrito de Mariana, foi a primeira escola a receber a equipe do Sentidos Urbanos: Patrimônio e Cidadania para a realização da oficina Olhares (Im)Possíveis. A ação ocorreu pela primeira vez no dia 10 de maio e, a partir deste dia, sempre às quartas-feiras, a equipe do Programa, em parceria com o coletivo MICA (Mídia, Identidade, Cultura e Arte) se deslocava até o distrito para mediar a oficina para a turma da Educação Integral. O último encontro ocorreu na última semana, no dia 21 de junho, e “há boatos” de que a equipe do Sentidos já está com saudades! Por isso, acompanhem a rápida retrospectiva que preparamos. Vamos relembrar :D 



A equipe do Sentidos Urbanos, em seus dois primeiros encontros, nos dias 10 e 17 de junho, além de apresentar aos estudantes conceitos básicos da fotografia e do vídeo, também puderam conhecer um bocadinho de Bandeirantes. Aposto que está fresquinha para a nossa equipe a memória de alguns lugares do distrito em que foram acompanhados pelos alunos, como: a quadra, a igreja, a ponte e a torre. Vocês precisam conhecer! :D                                                                                                        




Nos dias 24 e 31 de junho, foram produzidos os roteiros e, posteriormente, os Filmes-Carta. A gente contou aqui, vocês se lembram? A proposta foi a criação de um filme de até 3 minutos destinado a alguém ou algo. Valeu endereçar a algum amigo, à toda comunidade escolar, teve até grupo que endereçou ao futuro. Legal, né?


E, por fim, nos dias 14 e 21 de junho, os Filmes-Carta foram editados e assistidos. O último encontro foi uma tarde de jogos, a pedido dos próprios alunos. Claro, a gente super entende como é importante trabalhar o corpo e fugir da inércia.


A equipe do Sentidos Urbanos aprendeu muito com a oficina em Bandeirantes, e agradece à direção da escola, ao Coordenador da Educação Integral, o Túlio, e aos nossos parceiros do coletivo MICA pela confiança. E, turma do Ensino Integral, a gente se vê em breve! Obrigado :’)






Ah, confere só o mimo que recebemos no último dia, um vídeo produzido pelas alunas Maria Eduarda, Gildene e Camila. #fofas




E, antes de você ler as nossas outras publicações, assista aos Filmes-Carta produzidos pela turma! O resultado foi muito bacana : )


Futurama 

                              

Coisas Engraçadas 


Banalidades Locais 


Mágica 



Ocorreu um erro neste gadget