quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Sentidos Urbanos recebe equipe de programa de educação patrimonial de Diamantina


O Programa Sentidos Urbanos receberá entre os dias 18 e 22 de setembro um grupo de professores que compõem o programa De Olho no Patrimônio, de Diamantina, MG. Neste período, a cidade de Ouro Preto será palco de um intercâmbio de educação patrimonial, no qual a equipe do Sentidos Urbanos apresentará as ações que desenvolvem na cidade, incluindo alinhamento conceitual, planejamento das ações e práticas, visando a trocar de experiências em função de melhorar as atividades desenvolvidas pelos programas participantes.

O "De Olho no Patrimônio" é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Diamantina, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Patrimônio , através da Diretoria de Patrimônio Cultural. 

Esperamos que esta seja a primeira de muitas atividades de troca e imersão entre programas de educação patrimonial. O desenvolver das atividades você acompanha aqui pelo blog ou pela nossa página no facebook. Fique ligado!

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Olhares (im)possíveis pausa para recesso

Atividades retornam no próximo semestre para dar prosseguimento às atividades realizadas até aqui.


A Olhares (im)possíveis está finalizando mais um ciclo de atividades. A oficina que tem a linguagem audiovisual como um pretexto para o encontro, nesta semana terminou uma parte das atividade propostas para as escolas Monsenhor João Castilho Barbosa e Professor Adhalmir Santos Maia. É importante salientar que, apesar de ser a mesma oficina, elas acontecem de maneira singular em cada instituição, uma vez que é trabalhada a autonomia dos participantes. Cada encontro é único e refletido nos resultados finais. Além disso, a E.M. Adhalmir Maia está em uma segunda fase da ação, na qual os estudantes do quinto ano estão trabalhando os sonhos que têm para si, para a escola, para o bairro e para a cidade. Neste último encontro, finalizamos as colagens que representam os sonhos de cada um. A ideia é que, nos próximos encontros, estas colagens sejam digitalizadas e editadas com o objetivo de construir intervenções urbanas do tipo lambe-lambes. 

Na E.M. Monsenhor João Castilho Barbosa, por vez, as intervenções urbanas também são temas de trabalho. Depois do roteiro para o filme carta iniciado na semana passada, hoje foi o dia da "Volta no Quarteirão". Nesse atividade, passeamos pelo quarteirão da escola e fotografamos as intervenções urbanas que mais despertam a atenção. As imagens produzidas hoje farão parte do filme carta produzido ao final da oficina. 




Pausa para recesso

O Programa Sentidos Urbanos: Patrimônio e cidadania é uma parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), através da Casa do Patrimônio; com a Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) por meio do Departamento de Turismo, Artes Cênicas e de Jornalismo; com Fundação de Arte de Ouro Preto (FAOP) e Prefeitura Municipal de Ouro Preto. Atualmente é um projeto especial da Pró-reitoria de Extensão da Ufop e, por essa razão, terá suas atividades paralisadas entre os dias 07/09 e 17/09 em detrimento do recesso acadêmico na Ufop. 
Todas as ações que estão em desenvolvimento - entre elas a Olhares (im)possíveis - foram programadas para ter continuidade no próximo semestre. No planejamento constam a finalização das ações nas duas escolas citadas acima. Na Barra, as oficinas retornarão no dia 20/09 e no Adhalmir Maia, elas retornarão no mês de Outubro, uma vez que em Setembro realizaremos outras ações na escola com turmas que ainda não trabalharam com o Projeto. Entre as ações destaca-se a Poéticas e Moradas, uma das principais ações desenvolvidas no Programa que já foi trabalhada em outras escolas da cidade. Durante o recesso, as postagens no blog serão menos frequentes, mas continue acompanhando pelo facebook e por aqui. Em breve estaremos de volta com mais novidades. 





segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Poéticas e Moradas: Circuito expositivo e encerramento da atividade na Escola Municipal Dom Velloso

A Oficina "Poéticas e Moradas", mais uma ação do Programa Sentidos urbanos: patrimônio e cidadania, encerrou suas atividades na Escola Municipal Dom Velloso, nos dias 31 de agosto, quinta-feira, e 01 de setembro, sexta-feira. 
Na manhã de quinta-feira, os alunos das turmas A e B, do horário integral, foram convidados para participarem do Circuito expositivo; fazendo uma visita à Casa da Baronesa, localizada na Praça Tiradentes. Neste dia, foi realizada uma mediação teatral, fazendo com que as crianças pudessem entrar em contato com o local de uma forma lúdica. Os estudantes realizaram alguns jogos teatrais e interagiram com os personagens que os conduziam pela Casa.
Ao final da atividade, foi entregue para cada criança um fanzine, com a pergunta "Para você o que é patrimônio?". Neste fanzine, os estudantes escreveram e fizeram desenhos que demonstraram a visão destes sobre o conceito. O fanzine foi o mote para o encerramento da oficina, que aconteceu na manhã de sexta-feira. 
A equipe do programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania encontrou com os estudantes na Escola, para dar continuidade a atividade inciada no dia anterior. Os estudantes revisitaram seus fanzines, e foram divididos em grupos. Através dos desenhos representados, foram construídas diversas cenas, encerrando, assim, a atividade de forma lúdica. Confira as imagens dos encontros:






sábado, 2 de setembro de 2017

Resumo da semana: Oficina olhares (im)possíveis

Olhares (im)possíeis na Escola Adhalmir Maia
A Olhares (im)possíveis é uma das ações desenvolvidas dentro do programa Sentidos Urbanos. Nesta oficina, o audiovisual serve como um pretexto para o encontro. Nestes encontros, as discussões a respeito de pertencimento e patrimônio ganham forma a partir dos diálogos com a turma, que são refletidos nos produtos finais das oficinas. 
A ação está em andamento na Escola Municipal Monsenhor João Castilho Barbosa e na Escola Municipal Professor Adhalmir dos Santos Maia. No entanto, as turmas estão vivenciando momentos diferentes no que se relaciona ao desenvolvimento da oficina. Na E.M. Monsenhor João Castilho, a turma do nono ano está desenvolvendo um roteiro para a produção de um filme carta. A ideia é abordar as intervenções gráficas urbanas na cidade de Ouro Preto. O tema surgiu a partir das provocações da atividade "Minuto Lumière", desenvolvida na semana passada. 
Já na Escola Adhalmir Maia, a turma se encontra em uma segunda fase da ação, uma vez que já estava trabalhando com o programa desde o início do ano. Nesta segunda etapa, a turminha está no processo de confecção de colagens que expressem os sonhos para a cidade, para o bairro, para a escola e para si. A galera já está tão antenada no ritmo da oficina e já demonstram muita autonomia no desenvolvimento das atividades propostas. Confira alguma fotos e continue acompanhando estas e outras ações aqui no blog. 


Na E.M. Monsenhor João Castilho, desenvolvimento do roteiro do filme carta 

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Olhares (im)possíveis avança com os estudantes da Barra


A Olhares (im)possíveis que está sendo realizada com os estudantes da Escola Municipal João Castilho Barbosa está caminhando para a reta final. No último encontro que aconteceu no dia 23 de Agosto, a turma assistiu aos produtos da atividade "Minuto Lumière" - gravar um plano de minuto com a câmera fixa.  A ocasião permitiu explorar mais as relações entre som e imagem, e a turma pôde testar os vídeos construídos com outras trilhas, para perceber a relação delas com o ritmo do vídeo 
Os resultados geraram muitas reflexões sobre a cidade e as expressões da sociedade que a constrói. Do debate saíram os encaminhamentos para a construção do produto final da oficina, que será melhor definido e construído nos próximos encontros. Continue acompanhando! 

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Roteiro Sensorial com estudantes de Amarantina


O Roteiro Sensorial é uma das ações do programa Sentido Urbanos mais procuradas. Com metodologia desenvolvida pelo professor Juca Villaschi, o roteiro pretende enfatizar a percepção sensorial da cidade, provocando os sentidos dos participantes com o auxílio de diversos dispositivos. No dia 22 de Agosto foi a vez dos estudantes da Escola Estadual do Ensino Médio - de  Amarantina, distrito de Ouro Preto -  participarem da experiência. O roteiro "Praça Tiradentes - Antônio Dias" permitiu que muitos dos participantes observassem a cidade mais detalhadamente e observassem  aspectos em sua composição que antes não tinham notado. Alguns visitaram lugares da cidade pela primeira vez e as reações foram registradas com a dinâmica final, que visa resumir a experiência em uma palavra. No resultado apareceram palavras como "Frio, história e patrimônio". 
Durante o percurso o professor Alexandre, que já havia experimentado o roteiro sensorial, trouxe várias contribuições de aspectos históricos, o que provocou os jovens a experimentarem com engajamento. Confira algumas fotos da experiência e procure nosso programa para conhecer melhor esta e outras ações desenvolvidas. Mais informações você pode encontrar aqui no blog ou na nossa página no facebook


terça-feira, 22 de agosto de 2017

Oficina Olhares (im)possíveis realiza mais uma etapa na Escola Municipal Adhalmir Maia

A equipe do Programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania retornou a Escola Municipal Professor Adhalmir dos Santos Maia na manhã de terça-feira, dia 22 de agosto, para dar continuidade a atividade realizada na semana interior. 
No primeiro encontro, os alunos fizeram uma espécie de mapa, onde puderam escrever os seus sonhos para a cidade de Ouro Preto, para o bairro onde vivem, o Pocinho, e para eles mesmos. Tendo como ponto de partida este mapa, os alunos foram convidados a escolherem um sonho e fazer uma colagem, onde pudessem fazer uma representação destes sonhos. 
A próxima atividade na escola acontecerá na próxima terça-feira, dia 29, onde daremos continuidade a esta atividade. Fique ligado no blog e fique por dentro dessa ação!






Ocorreu um erro neste gadget