sexta-feira, 3 de março de 2017

O Programa Sentidos Urbanos reinicia sua atividades no dia 6 de março.




O  Programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania reinicia suas atividades no dia 6 de março, com uma semana de realinhamento conceitual para sua equipe, composta por bolsistas dos cursos de , Jornalismo, Artes Cênicas, Museologia e Turismo além de profissionais das artes cênicas e jornalismo.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Hemeroteca Digital

A imagem pode conter: texto


Acesse a Hemeroteca Digital Brasileira, da Fundação Biblioteca Nacional. O portal disponibiliza jornais, revistas, anuários, boletins e publicações seriadas. Aproveite para conhecer mais sobre a história do Brasil a partir de fatos e registros que marcaram épocas:

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Iphan promove concurso para seleção do Emblema do Patrimônio Cultural Brasileiro


A imagem pode conter: texto

IphanGovBr promove concurso para seleção do Emblema do Patrimônio Cultural Brasileiro. Confira o edital e participe! https://goo.gl/8Thrbx 
 O objetivo da seleção é criar uma identidade visual para os bens do Patrimônio Cultural Brasileiro, valorizando sua condição especial e apoiando sua promoção. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas entre 16 de janeiro a 02 de março de 2017. O prêmio para o trabalho vencedor será de R$ 30 mil.
Além do emblema, o vencedor deverá desenvolver um Manual de Identidade Visual e Aplicação. As regras e definições para participação estão disponíveis no edital do concurso. Poderão participar do concurso apenas pessoas físicas, individualmente, com apenas uma proposta inédita por participante.
Cada participante poderá inscrever apenas uma proposta, a ser enviada uma única vez e sem possibilidade de alteração. A ficha de inscrição, bem como o edital, estão disponíveis no portal do Iphan (www.iphan.gov.br) e o interessado deverá enviá-la para o e-mail emblema.patrimonio@iphan.gov.br, juntamente com os arquivos digitalizados (jpg ou pdf): carteira de identidade e CPF (frente e verso); certidão de quitação eleitoral emitida pelo site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE); a sugestão da marca do Patrimônio Cultural Brasileiro, conforme os requisitos estabelecidos no edital; Termo de Cessão de Direitos Autorais (Anexo II do edital), devidamente preenchido e assinado; e Declaração (Anexo III do edital), preenchida e assinada, informando que o design não caracteriza, no todo ou em parte, plágio ou autoplágio. 
As propostas serão avaliadas por uma comissão julgadora, que será constituída por até nove membros nomeados pela presidente do Iphan. O resultado preliminar do concurso será divulgado no portal do Iphan em meados de maio de 2017 e o lançamento oficial do Emblema está previsto 17 de agosto de 2017, dia nacional do Patrimônio no Brasil.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Publicações do IPHAN - sobre Educação Patrimonial para dowload.

Publicações do IPHAN -  sobre Educação Patrimonial  para dowload.

http://portal.iphan.gov.br/publicacoes/lista?categoria=30&busca

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Lançamento do Caderno Temático nº 05: Educação Patrimonial: políticas, relações de poder e ações afirmativas



A Superintendência do Iphan na Paraíba, por meio da Casa do Patrimônio da Paraíba, apresenta o 5º número da série dos Cadernos Temáticos de Educação Patrimonial.
Intitulado “Educação patrimonial: políticas, relações de poder e ações afirmativas”, o Caderno Temático traz um panorama de reflexões teóricas e relatos de experiências que demonstram a diversidade de ações e pensamentos que estão sendo produzidos em torno do tema, tanto dentro como fora da academia. Além disso, os artigos produzidos indicam como as reflexões têm avançado teoricamente e como as práticas descritas se relacionam com as atuais diretrizes para a educação patrimonial defendidas pelo Iphan e divulgadas na sua publicação “Educação patrimonial: histórico, conceitos e processos”, amplamente disseminada a partir de 2014.
Com a edição de seu quinto número, a série de Cadernos Temáticos de Educação Patrimonial consolida-se como um importante instrumento de referência, em nível nacional, para pesquisas, ações e projetos que envolvam a prática educativa aliada à gestão do patrimônio cultural. Busca, ainda, contribuir e incentivar a produção de conhecimento na área e democratizar o acesso às reflexões e práticas no âmbito da educação patrimonial.
Os campos de conflitos que envolvem a gestão e a apropriação do patrimônio cultural, a transversalidade da educação patrimonial, a participação de diferentes atores sociais na concepção de políticas para área, entre outros, são temas que permeiam esta publicação e que procuram provocar novas reflexões e ajudar a (re)pensar sobre as lacunas ainda inerentes ao campo da educação patrimonial.
O caderno pode ser acessado no blog da Casa do Patrimônio da Paraíba, no seguinte link: http://casadopatrimoniojp.com/?p=1403.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Alfabeto quilombola para baixar.

Estamos divulgamos o Alfabeto Quilombola.

Esse material didático foi realizado pela parceria UFVJM, Comunidade Quilombola Baú e 
Federação N´Golo a fim de substituir o velho alfabeto descontextualizados por um material 
voltado as crianças quilombola.

O Alfabeto Quilombola pode ser utilizado por comunidades quilombolas livremente em escolas
quilombolas e centros de formação.

Gostaríamos da ajuda de todos para que esse material chegue as escolas das comunidades.

Link para download do alfabeto completo:

http://www.mediafire.com/download/bgh8f3j9elgf7f3/Alfabeto-Tel-19-04_%281%29.pdf

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Sentidos Urbanos trabalha a linguagem dos sinos em mais ação com Grupo Rosários


Na última quarta (26) realizamos mais uma ação em parceria com o Grupo Rosários. Desta vez,a atividade teve como perspectivas centrais, o corpo, memória e cidade, tendo como referência a linguagem dos sinos. Para isso, os participantes foram levados a experimentar Ouro Preto através de estímulos sonoros causados pelas badaladas dos sinos. A ação, realizada em cinco momentos, começou na Praça Tiradentes e foi finalizada no adro da Igreja Nossa Senhora do Carmo.
Na primeira ação com o Grupo Rosários, tivemos como referência a Semana Santa e, dessa vez, a linguagem dos sinos norteou a atividade.

Foto: Arthur Medrado

Ocorreu um erro neste gadget