quinta-feira, 5 de abril de 2018



O  Programa Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania reiniciara suas atividades do ano de 2018 em breve. Fiquem atentos!!!!.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Abertas as inscrições para o Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural 2018




Estão abertas as inscrições para o Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural 2018 do IphanGovBr👏🤗🎉O Mestrado tem o objetivo de formar, durante 24 meses, profissionais graduados em diversas áreas de conhecimento para possam atuar no campo da preservação do patrimônio cultural. 😀👏Os interessados poderão se inscrever até o dia 02 de março de 2018.

➡️Saiba mais: https://goo.gl/t3bskm 👍😉

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Filme-carta da turma de Circuitos Museológicos da FAOP


Crescimento é a palavra que fica após esses dias de atividade com a turma do curso Circuitos Museológicos, da FAOP. Aprendemos com as diferenças de cada um e a prosseguir mesmo com as dificuldades. Pela primeira vez, problemas técnicos influenciaram no planejamento da nossa oficina, mas esses imprevistos - que acontecem no mundo do audiovisual - servem para nos mostrar que somos capazes e não precisamos nos abater. Seguimos avante, corremos contra o tempo e provamos que ter vontade é um primeiro passo para alcançar os objetivos. Você confere aqui o filme-carta produzido por essa turma: um convite para a mostra de encerramento das atividades dos estudantes da FAOP. Entre eles, a turma do Circuitos Museológicos. No vídeo você confere o que essa galera vai apresentar no dia 14 às 19:00 no prédio da FAOP, Antônio Dias, Ouro Preto. Agradecemos imensamente a participação e colaboração de cada um e às professoras pela confiança. Esperamos nos ver em breve! 

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Do filme-carta aos muros: intervenção nas paredes da Escola da Barra marca encerramento da oficina Olhares (Im)possíveis





Educação, liberdade e respeito: essas foram as palavras escolhidas pela turma 9ºA da Escola Municipal João Castilho Barbosa para ficarem registradas no pátio da instituição. A ação marca o encerramento da oficina Olhares (Im)possíveis e é resultado do filme-carta produzido pelos estudantes com destino à direção da escola solicitando autorização para a realização de uma arte na parede. 
A grafiteira Iolanda Leiko foi hoje à escola para trocar uma ideia com a turma e juntos decidiram a arte que iria colorir a brancura das paredes do pátio. Trazendo grandes referências femininas do grafite nacional, Iolanda fez do encerramento do ano letivo, uma uma verdadeira oficina de grafite. E, obviamente, os estudantes aproveitaram para, também, deixarem suas marcas expressas no muro.
A oficina Olhares (Im)possíveis é desenvolvida pelo programa Sentidos Urbanos e, nesta ocasião ocorreu em parceria com o Pibid História, que já atuava na escola. Confira como foi essa manhã no vídeo:



terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Olhares, sonhos e possibilidades marcam encerramento da oficina desenvolvida com o 5ª ano da E. M. Professor Adhalmir Santos Maia

Depois de quase um ano de encontros e trabalhos, hoje (05) a equipe do programa Sentidos Urbanos - Patrimônio e Cidadania se despediu do 5ª ano da Escola Municipal Professor Adhalmir Santos Maia.

A turma abriu os trabalhos da oficina Olhares (Im)possíveis, em maio deste ano, e foi fundamental para a consolidação desta ação dentro das atividades desenvolvidas pela Casa do Patrimônio de Ouro Preto.

A ação é uma proposta da pesquisa de mestrado desenvolvida pelo jornalista, Arthur Medrado. O desenvolvimento da metodologia Olhares (Im)possíveis com a turma se deu em função também da pesquisa realizada no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto.

Dos resultados obtidos veio mais do que o esperado: a parceria deu tão certo que a própria turma contribuiu para a realização de uma segunda fase da metodologia. Juntamente ao 5ª ano da “Escola do Pocinho” surge a Olhares (Im)possíveis #2 Sonhos.

Hoje, além da colagem dos lambe-lambes dos sonhos também exibimos o Dicionário Afetivo #1 - que definiu junto com os estudantes palavras como: sonho, vídeo, patrimônio, escola, bairro, família, amigos, amor e o impossível.

Dessa parceria que hoje nos despedimos ficam: os brilhos nos olhos, os sonhos nos muros e as possibilidades de mais e mais encontros.

Esses encontros reforçam nosso compromisso de cada dia mais entender e atuar com a educação patrimonial como uma questão urgente e necessária. Nos faz pensar e repensar a necessidade de escutar as crianças. E nos dá certeza que aprendemos todos, juntos.

Você acompanhou aqui no blog o processo de confecção dos lambe-lambes e o resultado você confere nas fotos, no vídeo e/ou na parede da escola.  

Confira o Vídeo:




Galeria de Fotos:















segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Convite: encerramento da oficina Olhares (Im)possíveis na E. M. Monsenhor João Castilho Barbosa







Você se lembra da Olhares (Im)possíveis que foi realizada com a turma do nono ano da Escola Municipal Monsenhor João Castilho Barbosa? Eles fizeram um filme-carta para a direção da escola pedindo autorização para grafitar uma parede da instituição. A direção atendeu a solicitação dos estudantes e no dia 6 de Dezembro a grafiteira Iolanda  Leiko vai dar mais cores ao pátio da escola com sua arte. A ação faz parte do encerramento da oficina que aconteceu em parceria com o PIBID História. Além da intervenção no muro da escola, exibiremos o filme-carta e os postais produzidos pela turma. O evento é aberto, então não deixe de participar. 

Dia 06 de dezembro, quarta-feira, a partir das 10h.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Poéticas e Moradas: Escola Municipal Professora Juventina Drummond recebe equipe Sentidos Urbanos

O programa Sentidos Urbanos: Patrimônio e Cidadania esteve na Escola Municipal Professora Juventina Drummond para realizar a oficina Poéticas e Moradas. Os estudantes do quinto ano da escola receberam nossa equipe nas manhãs dos dias 22 e 24 de novembro. No primeiro dia, os alunos e as professoras fizeram alguns jogos de apresentação, além de outras práticas que pudessem fazer uma integração entre os membros da equipe e os estudantes. No segundo dia, outras práticas foram propostas, desta vez com objetivo de fazer uma relação entre os estudantes e os objetos que eles se identificam. Já no dia 30 de novembro, foi a vez dos estudantes participarem do Circuito Expositivo - Casa da Baronesa. Os estudantes se divertiram com a personagem Casa e suas assistentes. Confira como foi a ação na nossa galeria de imagens:




Ocorreu um erro neste gadget