segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Olhares (im)Possíveis: Ações na escola Municipal Monsenhor João Castilho Barbosa em 2018



No ano passado nossa equipe esteve na escola Monsenhor João Castilho Barbosa convidada pelo PIBID/História. Vocês se lembram ?

Hoje nós retornamos a escola para começarmos mais uma atividade da ação Olhares (im)Possíveis. Dessa vez quem recebeu a ação foi a turma do quinto ano. Executada pelo programa Sentidos Urbanos, a ação integra as atividades do “Programa Municipal de Educação e Patrimônio Ouro Preto, o Meu Lugar!”.

No nosso primeiro encontro e as crianças participaram de alguns jogos teatrais e realizaram os mapas afetivos individuais, que darão origem aos Cartões-Postais. 

Teremos mais 5 encontros na escola, sempre as segundas-feiras.

Confira a galeria de fotos da atividade:




sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Olhares (Im)possíveis: Retorno das atividades no Polivalente

Lembram que a Oficina Olhares (Im)possíveis teve de parar suas atividades devido as férias do alunos do período integral da escola Polivalente?http://programasentidosurbanos.blogspot.com/2018/07/olhares-impossiveis-acao-no-polivante.html
Pois então, chegou a hora de retornarmos à escola para darmos continuidade as práticas propostas pela Oficina. Nosso próximo encontro será na terça-feira, dia 14 de agosto, no período matutino. Desta vez os alunos poderão entrar em contato com a linguagem audiovisual, através do Minuto Lumière. Este será o primeiro passo para a construção do filme-carta. Está curioso para saber quais serão as temáticas propostas por eles? Então, fique ligado nas nossas redes sociais!





quinta-feira, 26 de julho de 2018

Membro da Equipe do Sentidos Urbanos realiza palestra no IFMG



Na última terça-feira  (24) o integrante da equipe do Programa Sentidos Urbanos, Arthur Medrado participou de uma atividade com estudantes das disciplinas Teoria do Restauro, Regulação urbana e proteção do patrimônio e Vivências cotidianas em cidades patrimônio ministrada pela professora Maria Cristina Rocha Simão no IFMG, Campus Ouro Preto. 

Na ocasião, o jornalista e mestre em educação conferiu a palestra "Referências culturais e contemporaneidade: sujeitos, cidades e imagens". Abordando principalmente a educação patrimonial, o patrimônio imaterial e o papel das mídias nesse contexto. 

Dados e experiências que acontecem na atuação do Programa Sentidos Urbanos foram compartilhados com a turma, que participou ao final construindo um momento importante de debate e reflexão sobre essas questões em Ouro Preto. 

Em breve teremos mais parcerias com IFMG. Aguardem! 






segunda-feira, 23 de julho de 2018

Equipe Sentidos Urbanos participa de oficina do Fotógrafos em Ouro Preto

A equipe do programa "Sentidos Urbanos: patrimônio e cidadania" participou de uma oficina dentro da programação do Fotógrafos em Ouro Preto - A cidade da Serra. 
Com o intuito de agregar conhecimentos acerca da fotografia, algo relacionado às práticas de algumas ações do programa, a equipe frequentou as oficinas "Fotografia Digital - Liberdade e Identidade", com Nilo Biazetto; e "Fotografia Digital", com  Léo Drummond, da Nitro, de Belo Horizonte.

               

Estudantes de Ponte Nova fazem Roteiro Sensorial


Na manhã do última sábado, 21 de julho, os alunos do oitavo ano da Escola Estadual Carlos Trivellato - Ponte Nova, acompanhados de seus professores, participaram de dois dos nossos tradicionais roteiros sensoriais. Os 50 participantes foram divididos em dois grupos e fizeram os roteiros no bairro do Rosário (Becos ida e Becos Volta). 

O roteiro sensorial é uma metodologia desenvolvida pelo professor Juca Villaschi, que tem como proposta fruir a cidade com diversos sentidos, através de dispositivos, que provocam novas percepções da cidade.

Confira alguns registros da ação e continue ligado no blog para saber mais novidades do Programa Sentidos Urbanos!
 



quinta-feira, 19 de julho de 2018

Olhares (Im)possíveis: Ação no Polivante continua após as férias


Como você pôde conferir no nosso blog: http://programasentidosurbanos.blogspot.com/2018/07/oficina-olhares-impossiveis-inicia-sua.html, a oficina Olhares (Im)possíveis esteve na Escola Estadual de Ouro Preto: Polivante nos dias três, quatro e cinco de julho. Os alunos puderam nesses encontros fazer seus mapas afetivos, conhecer um pouco da história da fotografia e realizar os registros fotográficos, que servirão para ilustrar seus cartões postais. Entretanto, devido as férias dos estudantes, foi necessário interromper a atividade, que terá sua continuidade quando as aulas voltarem. Fique ligado no blog e nas nossas redes sociais para conferir o retorno desta ação no Polivante.








terça-feira, 17 de julho de 2018

Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana 2018: Oficina "Cidade, memória, afeto e afetações."

Neste ano, a Curadoria do Patrimônio ofereceu, dentro da programação do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, a oficina: "Cidade, memória, afeto e afetações"  ministrada por José Márcio de Barros e Débora de Viveiros Pereira.
Foram quatro dias de atividades, ocorridas de 7 a 10 de julho, que buscaram explorar o sentimento afetuoso e afetado de ser e estar em Ouro Preto. Dentro de uma metodologia por meio de registros auditivos e fotográficos, que contou com a participação da população local e suas impressões sobre o espaço, foi feito o questionamento: "O que te afeta na cidade?". Assim, buscando revelar o afeto e a afetação que a cidade desperta em seus moradores. Como resultado, os participantes construíram como produto da oficina um Mapa Afetivo da cidade de Ouro Preto, a partir das impressões coletadas, que em breve se encontrará disponível para o acesso em rede.